Por que não utilizar mais um remetente Gmail?

A partir de 1º de junho de 2016, o Gmail modificará sua política DMARC para proibir o uso de um endereço de e-mail do tipo @gmail.com por uma  entidade terceira, ou que não faça parte do Gmail. Isso significa que todos os e-mails enviados por um endereço Gmail serão rejeitados pelas caixas de entrada de seus contatos e, assim, não serão entregues. Dessa forma, não será mais possível usar um endereço de e-mail do Gmail como remetente de uma campanha ou de um e-mail transacional, sob risco de seus e-mails não serem entregues. Oferecemos duas soluções para todos os usuários que têm um remetente Gmail:

Opção 1 (recomendada): mude seu remetente para outro com domínio próprio (ex:contato@seusite.com). Caso não tenha um endereço de e-mail com um nome de domínio, é possível comprar um domínio a partir de 2€ (mais taxas)/ano, por exemplo, na OVH. Em seguida, bastará configurar seu domínio e seu novo remetente na SendinBlue.

Opção 2 (não recomendada): utilize outro e-mail gratuito que não Gmail, Yahoo e AOL. Você pode utilizar, por exemplo, um endereço Hotmail ou Orange. No entanto, estes FAIs poderão seguir a nova política do Gmail e, por isso, recomendamos fortemente a primeira solução. [Caso use um IP compartilhado e conserve seu endereço de e-mail remetente Gmail, modificaremos seu remetente a fim de entregar seus e-mails. Seu endereço de e-mail será modificado da seguinte forma: examplo@gmail.com.dominio-sendinblue.com (PS: caso tenha um IP dedicado, nenhum novo remetente será criado e seus e-mails continuarão com o remetente Gmail, se você não alterar o remetente, e não serão entregues em vários FAIs.).]

Saiba mais: O Gmail mudou sua política DMARC, que agora é "p=reject". Em outras palavras, para que um e-mail enviado com um endereço Gmail (examplo@gmail.com) seja aceito por todos os FAIs que respeitam o DMARC (entre eles Gmail, Yahoo, AOL), ele deve possuir uma assinatura "Domain Keys Identified Mail" (DKIM) conectada com o Gmail ou um Sender Policy Framework (SPF) conectado ao Gmail. Caso contrário, o e-mail será rejeitado e vai gerar um soft bounce. O Gmail tomou esta medida para lutar eficientemente contra o spam e o phishing. Yahoo e AOL já adotaram esta política desde 2014 e o Gmail poderá ser seguido por vários outros FAIs. Assim, aconselhamos você a utilizar seu próprio domínio a fim de garantir uma capacidade de entrega otimizada para sua organização.